Este pequeno viveu durante 10 meses sobre condições precárias, mas conseguiu se recuperar devido a ajuda de uma ONG.

 O ser humano é mesmo capaz de fazer coisas terríveis, e ainda se orgulham em dizer que são os únicos animais racionais do planeta. São tão racionais que fazem mal para seus semelhantes, roubam e matam sem piedade e não é diferente com os outros animais que são ainda mais indefesos e incapazes de revidar tamanha crueldade.

Quase todos os dias nos noticiários da televisão, há notícias sobre torturas de animais, matança sem piedade desses bichinhos inocentes, mas felizmente, após tanta luta de pessoas boas, que lutam pelo bem estar dos animais, o Congresso aprovou a lei que considera crime a tortura de animais, e esses malfeitores já estão sendo presos.

Essa semana veio à tona a história de um orogotango que quando ainda era apenas um filhote de 10 meses foi resgatado pela ONG International Animal Rescue. Após denuncias de vizinhos, a ONG foi até o local resgatar o bichinho que vivia em condições muito precárias, em meio a um galinheiro e que mal recebia alimentação.

Budi, como foi apelidado o animal pela equipe de veterinários que cuidaram dele por 2 anos, até sua recuperação, viveu desde seu nascimento até o dia de seu resgate nesse galinheiro, durante 10 meses, além de ser separado de sua mãe, vive num ambiente hostil, ele era apenas alimentado com doce de leite, por seu dono.

Tudo isso causou grandes danos a saúde do pequeno orangotango, que estava desnutrido, com deformações no rosto, corpo e pés. O trabalho da equipe veterinária foi crucial para a recuperação da saúde de Budi, que precisou de cerca de 2 anos bastante exaustivos e de muita luta para restabelecer a saúde do animal. Atualmente, Budi está cem por centro recuperado e sem nenhuma sequela, além de receber muito amor e carinho.

 


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar