Menina nasce com condição rara e pais precisam mudam de cidade para fugir do preconceito dos próprios familiares

Darina tem apenas 3 anos e já sofre grande preconceito por não ter a pele do queixo e os lábios formados

No mundo todo, crianças nascem com deficiências físicas e mentais todos os dias e infelizmente, em pleno século XXI, o preconceito com pessoas especiais, ainda é bem notório.  Deficiências são as mais diversas possíveis, desde uma síndrome cromossômica – como a síndrome de Down – ou uma paralisia cerebral, até uma deficiência física como surdez, cegueira, ou falta de algum membro.

As causas dessas deficiências também são bastante variáveis, como genéticas, idade avançada da mãe, uso de drogas, álcool ou medicações impróprias para gestação, prematuridade entre outras. Algumas deficiências podem ser evitadas, mas as que tem origem genética infelizmente ainda não podem ser evitadas.

 

Essa é uma notícia comovente sobre uma menininha que nasceu com um deficiência muito rara e por ignorância das pessoas de sua pequena cidade, seus amigos e até mesmo seus familiares, se viu obrigada a se mudar com seus pais, para um lugar distante, em busca de menos preconceito e mais liberdade, enquanto ainda não consegue solucionar sua condição rara.

Darina Shpenger, é uma garotinha de apenas 3 anos, nascida na Rússia com apenas 7 meses. Sua mãe relata que durante o pré-natal nada de diferente foi identificado nos exames, mas quando a menina nasceu, ela foi impedida pela equipe médica e da enfermagem de vê-la, somente após várias horas do nascimento é que permitiram que ela pegasse sua filha nos braços, mas o médico pediu que ela estivesse forte e preparada para o que estava por vir.

Darina nasceu sem a pele dos lábios e do queixo e até hoje com 3 anos, apesar de muita busca, não encontraram um médico que solucionasse o problema. E por isso, ela sofre muito preconceito e olhares espantados de pessoas na rua. Seus pais, por não aguentaram tanta descriminação, mudaram de cidade, em buscar de uma vida mais feliz e normal para a pequena Darina.

 


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar