Mulher separada de seu marido, deixa a filha passar a noite ao lado do pai, mas ele quase tirou a vida da criança.

Pai sacode filha de apenas 8 meses, para que pare de chorar e o ato de irresponsabilidade afeta a criança que passa por uma cirurgia de retirada de parte do cérebro.

 Cheyenne Rae Owensbys, é uma menininha de apenas 8 meses de vida, que em pouco tempo depois de seu nascimento teve seus pais separados.

O pai da menina só tinha alguns finais de semana com sua filha , enquanto toda a guarda era de Amy, sua mãe.

Os pais estavam em total acordo sobre os cuidados e a guarda da menina, todos os dois prometeram cuidar e amar muito aquela garotinha e tudo corria muito bem. Mas Chayenne, por ser um bebê, era totalmente frágil e infelizmente algumas pessoas não tinham consciência disso.


Amy deixou a pequena passar uma noite ao lado de seu pai e foi então que a mãe recebeu a pior ligação de sua vida, sua filha corria risco de vida, estava em uma ambulância a caminho do hospital e sua respiração já estava muito fraca.

Em um momento em que a garotinha estava chorando muito e não parava , seu pai se desesperou e teve um ato de muita irresponsabilidade, pegou sua filha e a sacudiu com força para que ela parasse de chorar. A violência em que foi usada pelo rapaz fez com que a menina sofresse hemorragia cerebral e fraturas no cérebro. Colocando a menina a beira da morte, e só um milagre a salvaria.

Assim que a mãe chegou ao hospital ela se deparou com a menina, que estava em uma situação muito cruel: toda emparelhada e cheia de fios ao seu redor. No hospital a garota passou por diversas cirurgias de emergência, e ainda teve que passar por uma cirurgia muito grave, na qual parte de seu cérebro foi retirado.

Amy depois de muita tristeza e sofrimento desabafou sobre tudo o que passou e com muita força, compartilhou através de seu facebook sua história para conscientizar os pais sobre a fragilidade dos bebês e o quanto é perigoso sacudir uma criança.

Pelo seu ato de irresponsabilidade e muita brutalidade, James Davis Jr, o pai da menina, foi condenado à 10 anos de prisão.

Com o passar dos anos a menina foi crescendo mas as seqüelas continuaram ali, a menina de apenas 5 anos de idade tinha o lado direito de seu corpo paralisado, mas ela foi forte o suficiente e continuou com seus sonhos, vontade de viver, de aprender e ser melhor. Apesar de todas as dificuldades a menina continuou sempre sorrindo.

E que essa história sirva de alerta para todos os pais.

 


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar